Sobre St Louis

Muita gente me pergunta que horas são aqui e percebi que ainda não falei quase nada sobre a cidade que estou morando. Pois bem, St Louis fica no estado do Missouri, ao lado do Illinois, a mais ou menos cinco horas de Chicago (é o lugar perto mais conhecido). Não é perto da maioria das cidades turísticas e que todo mundo conhece aqui dos EUA. Estamos no meio do país, então também não é tãããão longe de qualquer uma delas (considerando que eu poderia estar morando numa ponta ‘desconhecida’ desse enorme EUA). Aqui tem um arco enorme na entrada da cidade e quando joga o nome daqui no Google é a primeira coisa que aparece, mas ainda não fomos conhecer. Antes de vir, pensei que veríamos muuuitas igrejas evangélicas, porém estamos com dificuldade de achar e chegar numa Igreja Batista, porque é muito longe da nossa casa. O sistema de transporte público não é tão eficiente assim; o metrô quase não tem paradas, ou seja, em qualquer lugar que alguém desça as chances de ainda andar uns 15 a 20 minutos para se chegar ao destino são grandes. Não vejo muitos ônibus e o Jr viu no google maps que o que leva pra Igreja, por exemplo, só passa de 40 em 40 minutos, então se perdeu…já era porque o metrô não passa pelo Centro (???). Descobrimos que a universidade empresta (aluga) carros para estudantes por um preço melhor que as locadoras. Quando vamos ao supermercado pegamos o metrô mas voltamos de táxi porque não temos condições de trazer tuuudo na mão. Esse gasto é o mesmo de alugar esse carro ‘da universidade’ por uma noite (de 18h às 8h da manhã). A gente tem direito de andar 200 milhas e não paga combustível, muito bom né? Estamos esperando a aplicação do Jr ser aceita para usufruir desse benefício. Por enquanto não temos dinheiro pra comprar nem uma televisão imagine um carro. kkkkk Não temos sofá, nem mesa na sala, mas estamos felizes assim. Agora a palavra da vez é: economizar! Falando nisso, o supermercado ainda está saindo um pouco caro porque estamos comprando aos poucos tudo que precisamos, mas como aqui tudo é tamanho família e só somos dois tem coisas que vão durar mais de um mês. Por exemplo: sal, sabão, detergente, limpa-banheira (ebaaa, acheeei!!), fósforo, arroz, macarrão, entre outras mil coisas. Como eu sempre digo, aos poucos tudo vai se normalizando e entrando nos eixos. Somos marinheiros de primeira viagem em relação a assuntos de casa, cometemos alguns erros mas com eles aprendemos. Por exemplo: comprei uma vassoura e um rodo que foram muuuito caros e poderia ter comprado um ‘aspirador de pó’ típico dos EUA que é como se varrese e passasse o pano ao mesmo tempo. Teria facilitado minha vida, porque não tem rodo igual no Brasil, comprei um que gira 360º e quando penso que não ele vira sozinho. hahahaha Descobri que o triturador de comida está realmente com problemas, porque  com a ajuda de outra blogueira descobri que o interruptor ao lado da luz é dele e quanto ligo não funciona. Vamos no lugar onde pegamos a chave do apartamento para sabermos se já estava ou se nós que ainda não aprendemos a usar (vai que depois eles colocam culpa na gente de ter quebrado). Domingo merece almoço especial, então fui atrás de uma receita fácil, gostosinha e que me fizesse comer com os olhos também. Na receita dizia que só era pra eu colocar a carne na frigideira quando tivesse saindo fumaça. Ok, esperei e deu certo!! Quando estávamos almoçando uma sirene começou a tocar dentro do apartamento (da outra vez era na rua), no mini-corredor que liga a sala à cozinha. Tocou uma vez e parou, demorou uns 30 segundos e começou de novo, parava e começava de novo, até que uma hora não parou mais. Uma hora dessas eu já estava apavorada e dizendo pro Jr ir bater nos vizinhos pra perguntar o que era aquilo. Ele não achou ninguém, mas antes de ir ele ligou o ar condicionado (já disse que é na tubulação né?) e quando voltou a sirene tinha parado. Depooois Jr descobriu que era o alarme de incêndio que tinha tocado.A cozinha tava cheia de fumaça e tinha que ligar o exaustor (que é ligado tb na mesma hora do ar) pra parar de tocar!!!! kkkkk Ontem fomos pro supermercado e pedimos pra trocar nossas notas de um dólar por moedas de 0,25! Nossas roupas estão felizes que hoje vão ficar cheirosinhas!! Falando nisso, compramos um ferro e uma tábua de passar… Arranjei mais um dever de dona de casa pra fazer. heheheAlguns ainda não sabem como vou viver aqui, por isso, vou explicar. Antes de virmos ganhamos muitos presentes em dinheiro e algumas coisas de casa, então já tivemos uma ajudazinha. Nem eu nem o Jr trabalhamos (nosso visto F também não permite), mas ele ganhou uma bolsa da WUSTL (não tem vínculos com o Brasil) e isso será nosso sustento. :p Na hora em que ele foi matriculado o plano de saúde da universidade foi feito pra ele e como ele é estudante ‘só’ paga 10%, mas eu tenho que pagar 100%. :(

Anúncios

13 pensamentos sobre “Sobre St Louis

  1. Eu acho que qqr um fica perdido no começo pq as coisas ai são mto diferentes!! Quando tu falou em temperar a carne eu só pensei em cominho, coentro, cheiro verde, cebolinha, pimenta de cheiro.. e eu: ai meu Deus não tem isso lá não kkkkkkkkkkkkkk
    bjão

    • Carol, o pior (melhor) que até cominho eu achei aqui tu acredita (agora o preço né…)?! Mas so comprei coentro, e cebolinha além do normal (cebola, tomate…) porque as receitas que vi aqui nao levavam cominho e eu não gosto de pimenta, mas daqui uns tempos testarei novas receitas. hahaha Bjss

  2. Kkkkkkkkkkkkkkk, quase que eu morro de rir com a história do coisa de incêndiiioo. kkkkkkk. eu imaginei vocês dois aí desesperadoos! doreei!

  3. kkkkkkkkkkk ao menos o sistema de alarme é eficiente! E quanto aos vizinhos, sãoprestativos? Alguem deve dizer ” esse casal de incendiários, deve ser costume no brasil fazer fumaça” kkkkkk

    • Não sei se tinha alguém no prédio pq o Jr foi nos apartamentos perguntar e ninguém apareceu. Não sabemos como são os vizinhos pq nunca falamos com nenhum (na verdade a gente nunca se viu…) Bjs!

  4. Oie Carol, meu nome é Rayza e na minha viagem de volta para o Brasil sentei no voo da Delta do lado de uma senhora que falava com tanto amor e carinho sobre você, Carolzinha, e JR que me comoveu, sua mãe logicamente. Quando ela me contou sobre a carta que você deixou pra ela antes de ir pra Saint Louis, lembrando de cada palavra me deu muita vontade de chorar, pois eu tenho certeza que amor maior não há. Parabéns pela mãe que você tem, cada palavra que ela falava de você era sempre de muito amor, você tem muita sorte. Por favor fala pra sua mãe que a menina que sentou do lado dela no avião lembrou dela e quer saber como ela está.
    Beijo e parabéns pelo blog também.

    • Oi Rayza!!! Ja fiquei sabendo que ela quase não deixa você dormir de tanto que conversou. Hahahaha Ela está ótima! Vou falar sim que você apareceu aqui no blog, ela vai adorar saber. Beijos e obrigada!!

  5. OI Carol, minha filha e o marido vão passar 4 anos em st louis, estudando. Que bairro vc mora. Li no google que a cidade é violenta, é verdade? Me fala um pouco daí. Já ouviu falar no bairro de Golf Drives? Bja

    • Oi Verônica,
      Para os padrões americanos aqui tem um pouco mais de violência, mas eu nunca vi nada acontecer, me sinto segura o tempo inteiro. Não conheço esse lugar que você falou… Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s