“Nem tudo é como você quer…”

Segunda feira de tarde fomos conhecer o famoso arco que todo mundo me pergunta se eu já tinha visto e que eu já falei dele aqui no blog. É muuuuito longe de casa, mas o metrô tem uma parada praticamente dentro do parque onde ele está, então foi tranquilo. Tínhamos que passar na USPS (Correioa daqui) e deu certinho porque tinha uma agência bem perto.Durante o passeio recebemos um email da universidade avisando que nosso apartamento seria inspecionado (entre o horário de 9h às 15h). Não precisava ficar em casa, mas o Jr queria estar durante a visita, e depois até achei melhor. Assim perguntaríamos sobre o lixo e o triturador que não falava no contrato. Ficamos de acordar bem cedo, pra arrumar  a casa pra tal inspeção, mas quem disse que conseguimos?? Na madrugada noite anterior fomos inventar de fazer o bolo da Doce Vício aqui, então dormimos beeem tarde. O bolo era só pro café, então me segurei pra não experimentar quentinho (amo bolo quente!). Fiz um recheio, mas coloquei muito leite e por isso não engrossou nunca o negócio, mas tudo bem, mesmo fino estava gostoso. Quando acordamos fui direto pro bolo e…ficou duro :( Não ficou fofinho igual o da mamãe, ela acha que eu podia ter acrescentado mais leite ou o fermento não é igual ao que ela usa. Apesar de duro ele ficou bom, foi como se eu tivesse colocado ele na geladeira, mas o gosto estava bem parecido. Pra variar não sabia o que fazer pro almoço, não tava afim de nenhum tipo de carne, frango ou peixe… ainda bem que quando eu não sei o que cozinhar o Jr fala “faz só um omelete pra mim que tá bom”. Eu não lembrava direito a receita do último que tinha feito, pedi pra ele procurar e ele achou foi outra mais complicada, mas eu fiz mesmo assim. Eu não gosto, então tinha que achar uma coisa pra eu almoçar e fiz um macarrão cremoso e ficou muito bom. Ou seja, almoço de ontem foi aprovadíssimo por ele e por mim. Ainda bem! Adoro quando ele come e gosta, importa mais do que quando eu gosto, porque quem conhece sabe como é o Jr pra comida (eu também sou chatinha…). Quando estava terminando de fazer o almoço os inspetores chegaram! Descobrimos que aqui não temos o triturador na pia, qual a lixeira certa pra jogar os recicláveis e o resto e que um interruptor na cozinha não serve pra nada (o que eu achava que era do triturador). Essa visita não demorou mais que cinco minutos, eles só queriam saber se tudo aqui estava funcionando corretamente e a única coisa ‘errada’ que eles encontraram aqui foi alguma coisa que estava faltando na janela (eu tava fazendo o almoço, não sei o que é) e depois vem aqui consertar. Ah, a inspetora falou que minha comida tava cheirando bem. hahahaha (tô me achando A cozinheira, né? kkkkkk). Depois o Jr foi terminar de resolver a burocracia do número do seguro social dele mas quando chegou lá tava fechado (detalhe: no site tinha dizendo que fechava 16h, mas na verdade era 15:30 e o Jr chegou lá 15:27). Marquei pra hoje minha matrícula de inglês, era 13h e não ia dar tempo fazer um almoço mais caprichado, fui pelo pouco que sei e ficou ruim. :( Comemos mesmo assim, afinal já disse aqui que morro de pena de jogar um grão de arroz no lixo né?  Cheguei na biblioteca 20 minutos antes da orientação e fui perguntar onde era, uma pessoa não sabia foi perguntar pra outra… Essa outra falou que esse grupo da aula de inglês não estava mais lá e o melhor que ela podia fazer era me dar o telefone pra eu me informar. Fiquei muito triste. Entrei no site e fiz uma pré matrícula pro horário de 13h naquele local e quando chego lá descubro que eles estão em outro lugar bem distante… Tô quase desistindo dos cursos de inglês free, todos são muuuuito longe de casa e nem de metrô consigo chegar lá. O jeito vai ser procurar uma aulinha paga, mas barata e perto de casa. Aproveitei que estava ‘na rua’ e fui atrás da feirinha que não tinha achado outro dia e agora sei onde é!! Eba! Ela só funciona dia de quinta, sexta e sábado, devemos ir lá. Passeei mais um pouco e entrei numa papelaria/loja de material pra artes. Fiquei encantada! Logo na porta vi três pranchetas bem legais e muito mais baratas do que a (agora) feiosinha que comprei em The. Muitas tintas, pincéis, telas, papéis, adesivos, enfim…um mundo! Lembrei de todo mundo que eu sei que adora essas coisinhas como a mamãe (artista por formação e de primeira :P), Binha, Rita, Giesse, Martina (tinha uma parte só pra origami, Tina!), Dadinha… Estou começando a descobrir a cidade e estou gostando, porém é como diz a música: nem tudo é como você quer, nem tudo pode ser perfeito… Bola pra frente. :)

Anúncios

9 pensamentos sobre ““Nem tudo é como você quer…”

    • É da mamããe, Pollyana. Fui tentar imitar o bolo mas acho que só vai sair quando ela vier me visitar. hehehe De vez em quando eu ficava lá. Meu marido já pediu pra eu fazer o rocambole aqui em casa, mas como eu não gosto ainda não tentei. :p Adorei tua visita aqui no blog. Bjss

  1. Tua mãe tem as mãos de fada! Minha irmã encomendou o rocambole pra formatura dela e foi o maior sucesso! A minha forms vai ser em setembro e tb vou levar!!!!

    Yummmm só de pensar dá agua na boca!

    Mulher li todos os teus posts e em tds senti o frio na barriga q com certeza vcs sentiram! Sucesso pra vcs!

    =***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s