Americanos e o famoso fast food.

Não é  novidade pra ninguém que americano ama fast food, mas só hoje percebi de verdade isso. Sempre faço supermercado aos finais de semana e às vezes vou ao Mc Donald’s quando saio de lá. Essa semana foi diferente, porquê fui às compras hoje (terça-feira). Saí de casa sem comer nada e lógico que fui almoçar no Mc Donald’s depois. Eu sei que isso não é exemplo pra ninguém, mas nunca me importei de trocar uma refeição por um lanche (nem no Brasil), contanto que não seja todo dia. Chegando ao restaurante vi uma fila enooorme no drive thru e um amontoado de gente lá dentro. Fiquei pasma! Em Teresina os horários mais disputados na rede de fast food são entre 18h e 21h nos dias de semana e domingo e durante a madrugada do final de semana. Ou seja, os horários que eu ‘frequento’ o daqui, mas nunca teve fila, nunca esperei e sempre teve mesa disponível. Hoje, durante o horário do almoço era tanta gente que eu nem conseguia pensar no meu pedido. Tinha desde pintor (ou era pedreiro? Ele tava com um macacão todo sujo) contando as moedinhas até pessoas bem vestidas e em carros caros na fila do drive, todos com o mesmo objetivo: almoçar um(a) fast food. Aí estão inclusos também mães com suas crianças, o que eu não acho lá muito certo né?! Porque se fosse no final de semana tudo bem, mas quem sou eu pra dizer o que é certo e errado. Quando vi tanta gente só lembrei do que escutava no Brasil, sobre o paladar americano e que eles trocam MESMO o almoço por um sanduíche. Por causa desse gosto aqui tem trilhões muitas redes do tipo Mc Donald’s, todas bem frequentadas. Estou longe de conhecer todas, já fui em algumas mas o restaurante do Ronald é meu preferido mesmo. Tem quem ame Burger King, só não sou eu. hahaha Hoje foi um dos dias que acreditei que o que estou vivendo é verdade, que estou nos EUA mesmo e não é nem um sonho (não aquele enquanto durmimos). Mudando de assunto, outra coisa que percebi é que as rádios daqui tocam músicas antigas durante a sua programação normal, eu digo, sem ser durante a madrugada ou em programas próprios para músicas que não são lançamentos. Hoje tocou Avril Lavigne (alguém ainda lembra quem é? hahaha) e Elton John por exemplo, além de músicas de cantores que continuam na mídia mas já estão trabalhando outras faixas. Adoro esse mix! São essas pequenas coisas e observações que me fazem perceber que é tudo verdade e que amo morar aqui. :)

Anúncios

9 pensamentos sobre “Americanos e o famoso fast food.

  1. Engraçado, acabei de voltar do intercâmbio para a Califórnia e lá tem muita gente ‘natureba’! A maior moda era produtos orgânicos e frescos comprados numa feirinha de produtores locais que tem em todos os fins de semana. As pessoas lá parecem mais preocupadas com a saúde. Claro que tinha fast food também, mas achei bacana ver que em pelo menos uma parte dos EUA as pessoas tentam mudar isso. Ok, só passei 1 mês, não é tempo suficiente para observar tanto, e realmente não tem almoço como o nosso, o deles é só um lanchinho…

  2. O grande problema (porque realmente é uma questão de saúde pública) é que os fast food são mais baratos do que os restaurantes “normais” aqui nos EUA. Em NY, todo o tempo os fast food estão cheios de todo tipo de gente. Os americanos têm um café da manhã mais reforçado e trocam mesmo o almoço por um sanduba e costumam jantar pesado.
    O comentário acima está certíssimo, a onda agora são os alimentos naturebas sim! Claro, não é todo mundo que gosta, mas está acontecendo uma grande onda de conscientização, as pessoas querem cuidar mais da saúde… Há muitas campanhas e debates sobre isso.
    Você já conheceu o Whole Foods??

  3. P.s.: o wordpress não está me deixando responder cada pessoa individualmente, então…

    Daniele, eu fiquei assustada justamente por causa da quantidade de pessoas que vejo por aqui sendo naturebas. No supermercado tem muita gente consumindo esses produtos e,mesmo fazendo muito frio, elas saem pra caminhada/corrida. Inclusive em vários restaurantes tem pratos pra vegetarianos e veganos. Acho que estão tentando mudar, mas a cultura ainda é muito forte.

    Juliana, fiquei besta quando vi que um cheeseburger custa $0.99!! Muuuito barato mesmo! Conheço o Whole Foods sim mas, pelo menos aqui em St Louis, ele é muito caro. Se bem que alimentos natureba por essas bandas são caros em qualquer supermercado.

  4. Oi Carol! É tão engraçado ler um blog de uma pessoa q mora nos EUA, mas n tem contato (mais íntimo) com americanos! Tua visão é tão genuína e essa observação foi tão engraçada pq soa IGUALZINHO a mim, no começo da vida por aqui.

    Aqui, nos EUA, é normal que as pessoas só tenham 30 minutos de horário de almoço. Por isso q elas vão ao McD’s pra almoçar. É o q tem de rápido e barato.
    Os americanos não trocam o almoço por um lanche, o almoço, pra eles, é um lanche. O jantar é o almoço deles.

    Veja bem, a maioria deles têm trinta minutos pra comer e voltar ao trabalho. Não dá pra comer carne, feijão, arroz e essas coisas mais “pesadas”, por isso eles vão mesmo de sanduba e suco ou, infelizmente vão pro McD’s.
    Alguns comem um saduichinho natural, mas nem todo mundo tem uma esposa/mãe/marido que cuida ou tem tempo e vontade de preparar algo no dia anterior, né?

    Eu não gosto, mas entendo a situação.

    Outra coisa, eu demorei pra entender que o q eles fazem não é “errado” ou o “contrário de saudável” (a palavra me fugiu agora). Eu sempre dizia que a maior refeição do dia deveria SIM ser o almoço. Mas o que fazer se as crianças só saem da escola as 15hs?
    Acho q é uma solução legal e saudável ter o “almoço brasileiro” no jantar, já que é sempre válido comer junto com a família, né? Eles tb jantam cedo. Na casa da minha sogra o jantar sempre rola as 17hs. Aí, antes de dormir, se come um “snack”, mas nada pesado.

    E assim, dá p ser saudável na terra do fast food. :)

    Adoro teu blog e teu português perfeito!

    Beijo grande,

    Rebeca
    xoxo

    • Rebeca, eu queria ter um contato maior, mas ainda não fiz amigos. Dizem que eles são difíceis, mas acho que sou mais. hahaha É ruim mesmo ter um tempo tão curto pro almoço e eu entendo também. Mas quando ainda não vivemos aqui achamos que a história dos sanduíches no almoço é exagero. Obrigada pelos elogios. Beijos!

  5. Eu acho que eu até escrevi sobre isso no blog há um tempão atrás. Eu achava surreal entrar no Mc e ver as senhoras chiques com BMW comendo por lá e ao lado uns pintores. Mas olha, eu detesto o MC, tirando a batata, claro. nem lembro a última vez que fui lá. Desses restaurantes venenosos eu só como o chick- fil-a, esse é delicioso! No máximo uma vez no mês, já que só um “haburgui”tem 500 cals e eu quero voltar a ser magrinha.
    Esse whole foods é provavelmente o melhor mercado daqui, a parte de frutas é maravilhoso, aquela fruta com cheiro de fruta de verdade. No entanto, infelizmente, minha classe social ainda não permite que eu faça compras por lá. Em relação a California, tipo, lá a galera é mais descolada. Minha irmão morou 5 anos por lá e virou vegetariana, faz yoga e tem ótimos hábitos alimentares. Se eu for seguir o que a maioria faz no Alabama, estou ferrada!

    • Lorna, li teu blog todo antes de vir mas não lembro desse post. Engraçado que comi as batatinhas dessa vez achando ruim, elas estavam diferentes. :( Aqui vejo as duas coisas, um povo sendo saudável e outro se acabando no Mc Donalds. Eu sou intermediária e minha classe social também não permite o Whole Foods. hahaha O Professor brasileiro do Jr disse que uma vez comprou uma ata (é fruta do conde em Salvador?) por $8!!! Deus me livre, tinha de graça no quintal de casa no Brasil. kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s