Chicago – parte 2.

No terceiro dia em Chicago tentei sair mais cedo do hotel, mas não sei porquê não consegui. Fiquei tão cansada que achei melhor descansar um pouco antes de sair, o problema é que os horários das atrações pagas não colaboram. Algumas só abrem às 10h da manhã e fecham às 16, 17h. É muito cedo e você tem que sair correndo de uma coisa pra outra. O primeiro lugar que fomos foi o Museu de Ciência e Indústria. O estacionamento lá era mais barato (não significa que não seja caro :D) e quando chegamos tinha pouco carro então conseguimos um bom lugar. O museu é bem interessante, tem muuuita coisa pra ver e as crianças adoram. Eu não sou contra as criancinhas, mas fui num dia de sexta-feira que me parece que é de graça, então já viu! Lotaaaaado!! Tem muita coisa interativa lá e quando eu tava no meio de uma “experiência” lá vinha uma criança e “metia a mão” no meio ou então passava no meio da foto, me danei e não quis mais demorar lá dentro, perdi a paciência. kkkkk Só fui embora de ver praticamente tudo, mas não aproveitei tudo que era pra aproveitar. Se você for nerd lá é um bom lugar pra se divertir. hahaha Almoçamos por perto e meus planos de ir ao Navy Pier foram por água abaixo quando começou a chover. Meu irmão queria ir ao outlet, pois o daqui de St Louis é bem pobrezinho sabe? Então lá fui eu me meter no trânsito de Chicago! EU tinha olhado o percurso pela manhã e vi que demoraria 47 minutos, mas no horário que fui demorei mais de 2h pra chegar. Eu já tava arrependida, mas não tinha pra onde correr. Pra completar tínhamos que pagar pedágio pra sair da highway e entrar na rua do outlet, fiquei com medo pois só aceitava moedas e não tinha atendente, mas ainda bem que eu tinha as moedinhas! PAsseamos e deu pro meu irmão aproveitar bem. Achei que lá era um shopping fechado igual o daqui de St Louis, mas o de lá é aberto e estava beem frio. Agora vou contar o desespero de uma viajante despreparada que tem um celular que descarrega fácil e não comprou um carregador de carro. EU ficava economizando bateria sabe? Nos museus eu desligava o celular e só ligava na hora dos percursos mesmo pra usar o Google Maps como GPS. O problema foi que passei muuuito tempo pra chegar ao meu destino e a bateria do coitado foi praticamente embora. Quem disse que eu sabia voltar? Não era só pegar o caminho de volta porquê depois de lá tínhamos programado um jantar na Fogo de Chão (churrascaria rodízio de comida brasileira). ENquanto meu irmão experimentava roupa eu ficava carregando o celular na loja (quando tinha tomada). Perguntei no balcão de informações do outlet se lá não tinha uma loja ou quiosque que vendesse acessórios pra celular, mas a pessoa me informou que não tinha. Eu já tava desistindo de comprar quando parei numa loja da Sony e perguntei pro vendedor se não tinha mesmo um lugar que vendesse acessórios lá, e num era que tinha um bem em frente à loja? O senhor não era muito simpático nem os preços amigos, maaas foi o que me salvou, senão até hoje tava no banheiro daquele outlet carregando o celular. Depois conseguimos chegar à churrascaria e fiquei tããão feliz!! Comi picanha, pão de queijo, banana assada caramelizada (que quase derretia na boca), farofa e outras coisas. Uma americana me perguntou o que era farofa, se eu já tinha comido e gostado, com o quê eu comia, ela e a amiga estavam com medo de provar nossa farofinha. hahahaha Em seguida fomos pro hotel e no outro dia nos despedimos dessa cidade que deixou saudades. Se vocês tiverem contado só visitamos quatro atrações e tínhamos direito a cinco, mas o tempo não deu pra ir conhecer. Com o Citypass ainda podíamos escolher entre o Museu de Artes e o Planetário, entretanto não arranjamos tempo. Outra coisa famosa da cidade e que ficou faltando conhecer foi o Navy Pier, mas acredito que outras oportunidades virão. :)

Anúncios

8 pensamentos sobre “Chicago – parte 2.

  1. Cedo é o horário que eles fecham, não sei porquê não extendem pelo menos até as 18h. E sabendo que lá é uma cidade muito visita porquê não até às 20h? Não gostei desses horários: abre tarde e fecha cedo.

  2. Carol, acho que pra conhecer tudo só mesmo passando uma semana completa! É sempre assim, n dá pra ver tudo n. O importante é que vcs se divertiram!

    Beijão!!

    Rebeca
    xoxo

  3. Nunca dá tempo de ver todas as atrações do citypass! Hahaha! Acontece sempre aqui… MAs, mesmo assim, vale a pena financeiramente. Essa semana também fomos comer na Fogo de Chão que tem aqui em Houston. Oh, delícia!!! Pena que é tão cara, senão estaríamos lá uma vez por semana! Hahaha!
    Beijos

    • É muuuuito boa a churrascaria né? É um absuuuurdo de caro, nossa!!! Amei a banana que vem como acompanhamento, derrete na boca. Ainda bem que aqui não tem, senão adeus dinheirinho! kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s